29 de nov de 2011

Eu acredito...







Essa vida onde o que tem valor é o leva e trás, de lembranças ruins que se tornam inesquecíveis...É uma meia-vida onde o tempo não passa, onde passamos fome de sentimentos, a geladeira e o armário estão sempre vazios...Este mundo que puxa e solta, onde não se ama, onde não dizem bom dia, obrigado, por favor e com licença...Essa sociedade de rótulos e propagandas falsas, onde não se pode mais abraçar um amigo, ou se tem vergonha dos pais...Esse planeta louco criou robôs, que não são capazes de viver suas próprias vidas sem antes pensar no que o outro vai achar disso...As pessoas que não dão valor a um sorriso, um abraço, um eu te amo, eu preciso de você....
...Ah eu não faço parte disso, lembranças ruins faço todo o esforço possível para esquecer, meu tempo não passa... ele voa, não sinto fome sempre estou satisfeita a geladeira e o armário vivem cheios, esse mundo não me puxa e depois me solta, pois vivo a minha vida e não a dos outros...Dou valor ao abraço da minha mãe quando vem me acordar, amo meus amigos que são meus tesouros...Sou uma "MULHER DE FERRO" de carne e osso, sua opinião pode até ser boa mais o que vale pra mim...Sempre vai ser o meu bem-estar e de todos que posso dizer que amo, como ama o amor, como já dizia o poeta...
E estava aqui lembrando de John Lennon e concordando quando ele dizia:"VocÊ pode dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único"...Realmente ele não era...Mesmo com meu jeito doido, ás vezes frio de ser sou uma sonhadora, quebro a cara na maioria das vezes, mas nunca vou desistir de ser feliz...

É preciso sofrer depois de ter sofrido, e amar, e mais amar, depois de ter amado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário