15 de ago de 2011

Como pode ser o TUDO e o NADA??

Eu sou a tua sombra, eu sou teu guia
Sou teu luar em plena luz do dia...
Sou teu ego, tua alma,
Sou teu céu o teu inferno a tua calma
Eu sou teu tudo, sou teu nada...
Sou teu mundo sou teu poder,
sou tua vida sou meu eu em vocÊ...
                  (Paula Fernandes)

Ela estava triste, decepcionada, se sentia traída, apesar de não ter nenhum laço amoroso mais com ele...Desfilar com outra garota, como se fosse um prêmio, a fazia sentir-se humilhada, como se aquilo, fosse algum tipo de vingança, pelo sentimento que só batia em um coração...Até por que ela não conseguia o enxergar, em algo além de amizade, mas sentir-se constrangida, era o mínimo que poderia acontecer...E naquela noite ela teve mais uma certeza, a certeza de que talvez os homens não amassem, o quanto diziam...E aprendeu uma lição ainda maior: "Preocupe-se mais com a sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e a sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles."


...Chateada, ela resolveu sair daquele ambiente e ir falar com algumas amigas, que estavam mais adiante, foi quando o incrível aconteceu...Encontrou alguém que jamais imaginou que encontraria naquela noite...alguém que se importou em saber o por que de sua angústia, alguém que a escutou, que aconselhou, alguém em que alguns instantes transformou seus sentimentos e a fez esquecer dos fatos que estavam fazendo da sua festa algo estressante...E o pior é que ela não consegue arrancar ele de seus pensamentos, por que ele é o tudo que ela queria...com um extra do nada, aquilo que ela não gosta em um homem, só que é esse "nada"
que lhe apetece...
...O jeito de olhar, o toque, o conselho, a dança desajeitada, ela se sentia conturbada...em momentos até demorou para responder uma simples pergunta, ela não entendia o que aquele homem tinha de tão especial que a fazia estar parecendo bebada...sem ter bebido...uma sensação inexplicável, de como se ainda nem o conhecesse...e enfim o Beijo, seguido daquele olhar, e seus lábios que a disseram: "A noite nem foi tão ruim assim..."
E cada um pegou seu caminho de volta para casa...E ainda não voltaram a se encontrar...Só nos sonhos dela...




"VocÊ é meu tudo e meu nada, o TUDO que eu quero e um NADA que me fascina"
                                                                                (Dayane Cristina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário