9 de ago de 2011

Iguais e diferentes

E como pode uma aula de psicologia, deixar tudo resolvido e desvendar mistérios...




      ...Elas sofriam por motivos iguais, mas viviam esse sofrimento de maneira diferente...Enfim elas eram "iguais e deferentes"...Uma  perdia de aproveitar a vida, sair, conversar, ver amigos, se divertir, "ELA vivia para ELE"... O AMOR do passado, aquele que deu carinho, proteção, que dizia que amava, mas que a fazia sofrer...Desde então começou a viver, para aquele amor que morria a cada dia um pouco mais...um amor em fase terminal, sem cura, que esperava em seu leito a hora de partir desse mundo e virar "estrelinha", apenas uma recordação boa e ruim...Mas ela não queria aceitar gastou tudo que tinha em lágrimas e palavras para que ele se reanimasse...Se humilhou pediu, não só a este paciente, que tivesse forças de continuar vivendo naqueles corações que já não batiam mais no mesmo ritmo, como também pediu a DEUS...Mas a hora da morte chegara, os médicos ( Amigos),aconselharam a desligar os aparelhos pois, já não havia mais nada a ser feito, vivo ele continuaria sofrendo e fazendo outras pessoas sofrerem junto com ele...






...A outra nunca conseguira viver esse amor para o mundo,chorou, sofreu, se sentia incapaz de amar novamente, ou pelo menos deixar de amá-lo, até que percebeu que aquele homem não merecia suas lágrimas e angústias, e que amá-lo daquela forma, só lhe fazia mal, suas alterações de humor, eram contantes, e o mais longe que ela poderia chegar seria a um consultório de um psicólogo com o acompanhamento de um psiquiatra...Ela não aceitava vê-lo com outra, ela se sentia mal...Até que em um ataque de esquizofrenia, no topo da loucura...ela sacou uma arma e o matou, mas a alma ainda pertubaria seus sonhos, sua vida...Pra fugir dessa alma, tentou buscar novos amores...SEM SUCESSO...Mas aprendeu a se divertir, sair, dançar, encontrar amigos...Assim ela pode ver que o fantasma a cada dia aparecia com menos frequência...Ela sofreu muito, ainda sofre, e tenho certeza que ainda vai sofrer mais...Até o dia em que ela conseguir livrar-se inteiramente daquela alma que vaga em sua casa...




...ELas um dia se encontraram, se conheceram e tornaram-se amigas, irmãs, confidentes...Estão passando por tudo juntas, com a certeza de que não estão sozinhas, pois, sempre terá quem as segure quando a queda for inevitável...E elas sabem que a tristeza pode durar uma noite inteira...uma noite solitária, fria e escura, mas com o nascer do sol...as coisas ficam bem mais fáceis de resolver...e a felicidade e o amor??   Ahh já, já estão nascendo, e ganhando o mundo e em uma dessas voltas do planeta...Elas encontraram e tudo vai ser bem melhor...Elas são iguais e diferentes...

"Somos todos iguais, com conflitos diferentes.
Somos todos diferentes, com conflitos iguais e maneira diferentes de resolver conflitos iguais.
" ( Edneia Gloria)


Nenhum comentário:

Postar um comentário